Mattel recebe US$ 100mi em processo envolvendo bonecas Bratz

quarta-feira, 27 de agosto de 2008 12:25 BRT
 

Por Syantani Chatterjee

RIVERSIDE (Reuters) - Um júri da Califórnia decidiu na terça-feira que a Mattel tem direito a receber 100 milhões de dólares de indenização por danos numa ação por infração de direitos autorais que ela moveu contra a MGA Entertainment, envolvendo a franquia de bonecas Bratz, que vem arrancando participação de mercado da boneca Barbie, produzida pela Mattel.

A notícia do valor decidido, que fica muito aquém dos mais de 2 bilhões de dólares pedidos pela Mattel, levou as ações da empresa a despencar 3,7 por cento no pregão pós-horário comercial.

A questão de se a MGA poderá continuar a vender seu produto principal será decidida em audiência posterior pelo juiz distrital Stephen Larson, que comandou o julgamento que durou três meses.

O julgamento vem sendo acompanhado de perto porque um resultado diferente teria mergulhado a MGA em situação financeira dificílima e entregue à Mattel o controle de sua franquia Bratz, que vale mais de 1 bilhão de dólares.

Na ação, a Mattel alegou que pertencem a ela os direitos sobre os desenhos e modelos nos quais são baseadas as bonecas Bratz, com suas cabeças grandes e lábios generosos, porque o ex-designer da Barbie Carter Bryant os fez enquanto ainda era contratado da Mattel.

Bryant fechou um acordo extra-judicial de valor não revelado para resolver as acusações contra ele, antes do início do julgamento, no final de maio.

Na primeira fase do julgamento, o júri concedeu à Mattel todos menos quatro das dezenas de desenhos e modelos que Bryant fez dos quatro protótipos de bonecas Bratz. Na fase do julgamento que tratou da indenização, os jurados tiveram que decidir se as bonecas e os acessórios Bratz infringiram esses desenhos e modelos.