Amantes da maconha se reúnem em Amsterdã para Copa da Cannabis

sexta-feira, 23 de novembro de 2007 14:30 BRST
 

AMSTERDÃ (Reuters) - Milhares de aficionados da maconha invadiram a capital holandesa, Amsterdã, esta semana, para experimentar e selecionar os vencedores da 20a competição anual Copa da Cannabis.

"A concorrência este ano é boa", disse "Herbal Santa", fumante de maconha de longa data da Califórnia, que deu seu nome apenas como sendo "Jim".

Os organizadores esperam cerca de 3.500 participantes.

Com uma semana de duração, a Copa da Cannabis acontece em várias "coffee shops" espalhadas pela cidade, mas os eventos principais são em um clube na periferia de Amsterdã, escondido atrás de um restaurante McDonald's e uma loja faça-você-mesmo.

O evento coincide com o feriado do Dia de Ação de Graças nos EUA, de modo que participantes do outro lado do Atlântico podem passar uma semana de férias em Amsterdã.

O evento foi fundado em 1987 por Steven Hager, editor da revista nova-iorquina High Times, que defende a legalização da maconha. A Copa da Cannabis é chave para os negócios voltados à maconha e também para muitos fumantes da erva.

Os jurados pagam uma taxa de até 200 dólares para participar da escolha das variedades vencedoras, sendo que cabe a eles examinar a potência das diversas ervas, seu sabor, cheiro e a experiência total que proporcionam.

A maconha é tecnicamente ilegal, mas na Holanda foi descriminada e tolerada, sendo vendida em quantidades pequenas nas "coffee shops".

"As pessoas deveriam vir para fumar e ficar em paz juntas", disse Arjan Roskam, proprietário da Green Seed House Company, cujas variedades de maconha já conquistaram 31 prêmios na Copa Cannabis ao longo dos anos. Sua "coffee house" é um destino frequente de celebridades que viajam a Amsterdã.

"Temos pessoas de 18 a 80 anos se divertindo", disse Roskam. "É um encontro muito amigável."