Justiça dos EUA adia audiência sobre bens de Britney Spears

terça-feira, 17 de junho de 2008 21:04 BRT
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - Uma juíza decidiu na terça-feira que a audiência marcada para julho para decidir o controle sobre o patrimônio de Britney Spears avaliará na verdade outras questões e, a fim de os advogados tenham tempo para estudar o caso, será adiada.

A juíza Reva Goetz também deu permissão ao pai dela, James Spears, co-tutor da cantora, para vender a casa da cantora de 26 anos de idade na área de Studio City, em Los Angeles, afirmou uma porta-voz da Corte.

Goetz decidiu que a audiência de 31 de julho, que havia sido marcada para decidir sobre o fim ou a prorrogação da transferência do controle dos bens dela para seu pai e um outro co-tutor, avaliará na verdade questões de prova relativas ao caso.

Britney viu sua vida sair de controle desde que, no final de 2006, separou-se de Kevin Federline.

Os dois travaram uma batalha ferrenha pela guarda dos filhos do casal e, no começo deste ano, Britney deu entrada duas vezes em hospitais da região de Los Angeles para submeter-se a avaliações psiquiátricas.

Em fevereiro, a Justiça determinou que o pai da cantora e o advogado Andrew Wallet passariam a controlar o patrimônio dela e tomariam as decisões a respeito dos tratamentos médicos a que seria submetida. E a vida da pop star pareceu estabilizar-se.

Spears manteve-se afastada dos locais mais badalados de Hollywood e chegou até mesmo a trabalhar de novo na TV, aparecendo no seriado cômico "How I Met Your Mother".