27 de Agosto de 2008 / às 16:27 / em 9 anos

Casa de chá em Cingapura confere novo luxo à bebid tradicional

Por Miral Fahmy

CINGAPURA (Reuters) - Que tal uma xícara de chá? Na única butique e casa de chá de luxo de Cingapura, opções não faltam: ela oferece 600 misturas aromáticas, desde variedades clássicas do "breakfast tea" (chá preto forte para tomar no desjejum) até raras variedades amarelas.

Situado num moderno shopping no centro de Cingapura, o TWG Tea é uma casa de chá em estilo parisiense, com lustres de cristal, lambris de madeira e espelhos dourados.

Mas as semelhanças coloniais européias terminam ali.

O presidente do conselho da empresa, Manoj Murjani, diz que a TWG Tea é uma firma asiática que quer levar para a região que produz a maior parte do chá consumido no mundo uma versão de luxo dessa bebida onipresente.

"Os maiores países produtores de chá são asiáticos, mas não existe uma marca de luxo da região", disse à Reuters Murjani, executivo que ajudou a criar a grife americana Tommy Hilfiger e se especializa em consolidar marcas de renome.

"A TWG Tea é essa marca asiática para a Ásia e para o mundo."

Com multidões de novos ricos surgindo na Índia e na China, e com mais ricos em Cingapura interessados em gastar com produtos de luxo, a TWG diz que o momento atual é propício para trabalhar na Ásia.

Tudo na casa de chá, desde as xícaras e os bules artesanais até a enorme gama de chás em folha e doces e pratos contendo chá, foi criado especialmente para a TWG Tea.

A empresa mantém acordos de exclusividade com plantações seletas de chá em todo o mundo, e seus funcionários usam ingredientes naturais como especiarias, flores e frutos para criar novas misturas.

"Achamos que era hora de o chá evoluir, de ser não apenas a bebida desfrutada por nossos avós mas também uma bebida chique e requintada para um público jovem", disse o presidente da firma, Taha Bouqdib.

"Também queremos que a TWG Tea seja uma escola mundial de chá -- um lugar onde se pode aprender tudo o que existe para se saber sobre chá", ele acrescentou.

Como fariam sommeliers, os funcionários da TWG Tea oferecem ao olfato dos fregueses latas metálicas de chás com nomes como "Camelot", "Miraculous Mandarin" e "Amour de The", perfumados com rosas ou acrescidos de gotas de ouro.

A casa também serve chás pretos não perfumados, como Darjeeling e Ceylon, além de chás verdes, brancos e o raro chá amarelo, criado por um processo secreto de tostagem das folhas colhidas apenas uma vez por ano de plantações em duas províncias chinesas.

"Um quilo de chá amarelo é vendido no varejo por entre 800 e 3.000 dólares", disse Bouqdib. "É nosso produto mais caro."

Além da Ásia, a empresa pretende abrir filiais em Dubai e, eventualmente, Estados Unidos e Europa.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below