14 de Janeiro de 2008 / às 12:36 / em 10 anos

Vencedores do Globo de Ouro também perdem com a falta da festa

Por Dean Goodman

LOS ANGELES (Reuters) - Se um filme ganha um Globo de Ouro, mas não há cerimônia, será que o prêmio ainda vale alguma coisa?

É esse o problema enfrentado pelos estúdios de Hollywood responsáveis por filmes como “Desejo e Reparação” e “Sweeney Todd -- O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet”, que perderam seus momentos de glória no domingo para a greve dos roteiristas de Hollywood.

Os organizadores dos Globos de Ouro foram obrigados a cancelar a cerimônia, depois de o sindicato dos atores ter anunciado que boicotaria o evento, em sinal de deferência aos roteiristas em greve.

No lugar, foi realizado uma coletiva de imprensa de 30 minutos em que os vencedores foram anunciados por um elenco de jornalistas de programas de fofocas de TV.

“Isso certamente tirou a visibilidade de nós e de todo o mundo, o que é lamentável”, disse Jack Foley, presidente de distribuição da Focus Features, que lançou “Desejo e Reparação”, vencedor na categoria melhor drama.

“O Globo de Ouro normalmente é um comercial imenso.”

No ano passado, 20 milhões de espectadores acompanharam a transmissão ao vivo, e vencedores como “A Rainha” e “Babel” aproveitaram seus Globos de Ouro para serem exibidos em circuito nacional no fim de semana seguinte.

“Desejo e Reparação”, que teve sete indicações ao prêmio, mais que qualquer outro filme, arrecadou apenas modestos 25 milhões de dólares depois de seis semanas em cartaz e está em exibição em 950 cinemas. Em contraste, “Antes de Partir”, o atual campeão das bilheterias, está sendo exibido em 2.911 salas.

“Desejo e Reparação” também recebeu um troféu pela trilha sonora do compositor italiano Dario Marianelli, tornando-se um dos quatro filmes a ser duas vezes premiado. Os outros foram o musical “Sweeney Todd”, o drama falado em francês “O Escafandro e a Borboleta” e o thriller violento “Onde os Fracos Não Têm Vez”.

Foley disse que será vital que os filmes alardeiem suas vitórias no Globo de Ouro em anúncios em jornais e na TV, especialmente porque a próxima segunda-feira será feriado nos EUA e as indicações ao Oscar serão anunciadas no dia seguinte.

“Sweeney Todd”, da DreamWorks Pictures, foi premiado como melhor comédia ou musical, e seu astro Johnny Depp como o melhor ator nessa categoria. O musical de Tim Burton já faturou cerca de 44 milhões de dólares até agora.

“O Escafandro e a Borboleta”, distribuído pela Miramax, arrecadou quase 2 milhões de dólares até agora, depois de estar em cartaz há sete semanas em 75 salas. Recebeu o Globo de Ouro de melhor filme em língua estrangeira, e Julian Schnabel, o de melhor diretor.

Os Globos de Ouro são determinados por cerca de 90 jornalistas estrangeiros, e o Oscar, por 6.500 profissionais da indústria cinematográfica. Os vencedores do Oscar serão anunciados em 24 de fevereiro, supondo que a greve dos roteiristas não derrube também a maior noite de Hollywood.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below