Suze Rotolo, musa de Bob Dylan, lança livro de memórias

sexta-feira, 4 de julho de 2008 11:45 BRT
 

Por Philip Pullella

NOVA YORK (Reuters) - Não é fácil conviver com o fato de ter sido musa e amante de qualquer grande artista -- muito menos quando se trata de uma pessoa com status de semideus, como Bob Dylan.

Mas é essa a bagagem carregada há quase meio século por Suze Rotolo, que viveu com Dylan nos anos 1960 e foi influência importante sobre a música que ele criou no início de sua carreira.

Rotolo quebrou seu silêncio com um livro, "A Freewheelin' Time -- A Memoir of Greenwich Village in the Sixties" (Tempos libertários -- Memórias de Greenwich Village nos Anos 60), lançado pela Broadway Books, um selo da editora Doubleday.

"Ele é o elefante que habita o quarto de minha vida", disse Rotolo, que hoje tem 64 anos, falando sobre seu livro e sua vida enquanto tomava chá gelado num restaurante perto do loft em Greenwich Village onde vive com sua família.

"Estou contente por ter vindo a público", disse ela, mulher sorridente e de voz doce que trabalha como artista visual.

Suze Rotolo ficou famosa nos anos 1960 sem querer, quando a gravadora Columbia Records escolheu uma foto dela andando de braços dados com Bob Dylan numa rua de Greenwich Village recoberta de neve para ser capa de seu segundo álbum, o inovador "The Freewheelin' Bob Dylan".

Uma foto quase idêntica, da mesma sessão de fotos, ilustra a capa de seu livro de memórias de quase 400 páginas.

O livro conta a história de uma tímida americana de origem italiana, natural de Queens, que atravessou o East River para tentar se encontrar em Greenwich Village. Ela acabou se envolvendo no turbulento cenário musical e do movimento pelos direitos civis do início dos anos 1960.   Continuação...

 
<p>Suze Rotolo posa para fotos navila de Greenwich, em Nova York, 2 de julho de 2008. Ela lan&ccedil;ou um livro sobre a vida em Nova York e sua rela&ccedil;&atilde;o com Bob Dylan. Photo by Lucas Jackson</p>