Sotheby's leiloa cartas e vestidos de Maria Callas em Milão

quarta-feira, 24 de outubro de 2007 11:27 BRST
 

MILÃO (Reuters) - Diversos objetos pessoais da diva da ópera Maria Callas, que vão desde cartas de amor até vestidos de noite, serão postos em leilão em Milão, em dezembro.

Os objetos, que pertencem aos herdeiros do falecido marido da cantora lírica, Giovanni Battista Meneghini, lançam luz sobre aspectos da vida que Callas dividiu com o homem a quem deixou antes de ter uma relação explosiva com o armador grego Aristóteles Onassis.

A coleção a ser leiloada pela Sotheby's inclui cerca de 295 objetos, incluindo materiais comprados por Meneghini num leilão após a morte da cantora grega-americana, em 1977, disse uma porta-voz.

Cartas de amor escritas por Callas a Meneghini, industrial italiano que era 28 anos mais velho que ela e atuava como seu empresário, serão oferecidas por entre 50 mil euros e 70 mil euros.

Fotos de "La Divina" no palco e uma delas com o presidente americano John F. Kennedy serão oferecidas por a partir de 1.000 euros. O metrônomo de seu uso pessoal terá lance mínimo entre 1.000 e 1.500 euros.

O leilão também vai incluir vestidos de noite criados pelo estilista Biki, de Milão.

Nascida em Nova York, Maria Callas tornou-se um dos maiores ícones do século 20 e é vista como responsável, praticamente sozinha, pelo renascimento do "bel canto" italiano.

Callas, que cantou no teatro de ópera La Scala de Milão, morreu em 1977, aos 53 anos.

O leilão vem atraindo interesse da Grécia, que no passado comprou relíquias antes pertencentes à soprano.   Continuação...