Rapper 50 Cent acusa Taco Bell de uso indevido de seu nome

quinta-feira, 24 de julho de 2008 10:20 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O rapper e magnata do hip-hop norte-americano 50 Cent deu entrada na quarta-feira em uma ação judicial contra a Taco Bell, dizendo que a rede de restaurantes fez dele o astro de sua campanha publicitária de temática hip-hop, sem sua autorização e sem pagá-lo por isso.

A ação, aberta numa corte federal de Manhattan, diz que 50 Cent, cujo nome real é Curtis Jackson, acusa a rede de fast food de estilo mexicano de "diluir o valor de seu bom nome" e utilizar uma campanha publicitária irregular para induzir os consumidores a pensar que ele esteja endossando sua marca.

"Sem procurar ou obter a autorização de Jackson, o réu Taco Bell fez dele o astro e foco de sua campanha publicitária nacional, usando seu nome, persona e marca registrada para promover o negócio e os produtos da Taco Bell", dizem documentos do tribunal.

A ação acusa a rede de fast food de divulgar uma carta, endereçada a 50 Cent, que sugere ao rapper mudar seu nome para "79 Cent", "89 Cent" ou "99 Cent".

De acordo com a ação, a carta visa promover a campanha "79-89-99 Cent Why Pay More" (79-89-99 centavos, por que pagar mais?), da Taco Bell, sem pagar os honorários multimilionários que o rapper poderia ter cobrado pelo uso de seu nome.

Rob Poetsch, porta-voz da Taco Bell Corporation, disse: "Fizemos a 50 Cent uma oferta beneficente, em boa fé, para mudar seu nome para 79, 89 ou 89 Cent por um dia, fazendo um pedido em forma de rap num restaurante Taco Bell, e teríamos ficado muito satisfeitos em fazer a doação de 10 mil dólares à entidade beneficente da escolha dele."

A Taco Bell é operada pela Yum! Brands.

De acordo com a ação judicial, a carta da Taco Bell acabou sendo enviada ao rapper, de fato, mas apenas depois de já ter sido circulada entre jornalistas.

"Como era a intenção da Taco Bell, muitos fregueses acreditaram que 50 Cent tinha concordado em endossar os produtos da Taco Bell, tanto que posts em vários blogs da Internet criticaram 50 Cent por ter 'se vendido', pelo aparente endosso da Taco Bell", diz a ação.

Desde seu álbum de estréia, em 2003, 50 Cent construiu um império que abrange um selo de discos, uma grife de roupas e calçados, videogames e ringtones. Ele também estrelou um filme baseado em sua própria vida, "Fique Rico ou Morra Tentando".