23 de Outubro de 2007 / às 03:32 / em 10 anos

TV de Al Gore chama espectadores pela Web para criar programação

Por Eric Auchard

SAN FRANCISCO (Reuters) - A Current, rede de TV sustentada pelo vencedor do Nobel da Paz Al Gore, disse que adotará uma nova estratégia, convocando o público a enviar vídeos e comentários pela Internet e usar o material nas transmissões.

O canal, que permite aos videomakers profissionais apresentar peças noticiosas, deve avançar alguns passos na segunda-feira, convidando os interessados a fornecerem material a ser usado no site e nas transmissões da Current.

Os programas da rede chegam a telespectadores dos EUA, da Grã-Bretanha e da Irlanda por meio do cabo e de satélites.

Ao reformular seu site, a Current adotou várias das tendências mais populares da Internet. Os usuários, uma vez cadastrados, são estimulados a melhorar as páginas do site do canal devotadas a assuntos específicos, de forma semelhante ao que acontece com a enciclopédia virtual Wikipedia, cujos verbetes podem ser alterados por qualquer um.

Ao disponibilizar o novo site (Current.com) aos usuários e aos contribuintes em potencial, a empresa diz pretender criar a primeira rede online e televisiva integrada que permite aos interessados criarem notícias e a votarem sobre quais notícias são ou não relevantes.

“Durante anos, a tentativa de unir a TV com a Internet resumiu-se basicamente a duplicar o conteúdo em um outro meio de comunicação”, afirmou o diretor executivo da Current, Joel Hyatt, um empreendedor de sucesso que fundou o canal junto com Gore.

Nos testes iniciais, a empresa chamou os usuários a fazerem contribuições sobre vários assuntos, carregando fotos, animações, vídeos armazenados no YouTube, desenhos, comentários em texto e respostas via webcam.

O canal, 24 horas no ar, tem sede no bairro de mídia digital de San Francisco, onde ficam a revista Wired e os novos escritórios de empresas de ponta, como Google, MySpace e Yahoo.

Nos primeiros dois anos de funcionamento da TV, a programação dela fez referências constantes a materiais presentes na Internet.

Mas o site da Current funcionava basicamente como um local em que alguns milhares de videomakers profissionais ou semiprofissionais mostravam seu trabalho, melhoravam as habilidades e colaboravam na edição de vídeos.

“Trata-se de uma nova forma de mídia social voltada a criar, envolver-se com e influenciar as notícias e as informações que nossos usuários e os amigos deles recebem”, afirmou Hyatt.

“Desejamos criar uma plataforma televisiva capaz de ser compartilhada com os melhores criadores de conteúdo.”

Mais de duas décadas atrás, Hyatt fundou uma cadeia de assistência jurídica de baixo custo chamada Hyatt Legal Services.

A atual programação da Current compõe-se de programas curtos, em geral com menos de 15 minutos de duração, os quais a empresa descreve como “pods” -- uma referência à natureza combinatória de cada peça -- criados por vários contribuintes.

No mês passado, a rede recebeu seu primeiro prêmio Emmy, por contribuição à área de TV interativa.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below