Jornalista inglês que ajudou chineses na guerra é tema de filme

terça-feira, 1 de abril de 2008 10:57 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Um filme sobre a história pouco conhecida de um jornalista britânico que ajudou 60 órfãos chineses a escapar das forças japonesas pouco antes da 2a Guerra Mundial estréia nesta semana para o público chinês.

Feito com 40 milhões de dólares, "The Children of Huang Shi" relata a vida de George Hogg, jornalista que, depois de testemunhar as atrocidades cometidas por tropas japonesas na China nos anos 1930, passou a trabalhar em resgates humanitários e depois tornou-se diretor de escola.

Hogg ainda é visto como herói entre aqueles a quem ajudou, que hoje são todos idosos.

O Japão ocupou partes da China de 1931 até sua rendição ao final da 2a Guerra Mundial, em 1945. Devido à ocupação japonesa, as relações entre os dois países são delicadas mesmo nas melhores fases. Em 2005, ocorreram protestos contra o Japão em várias cidades chinesas.

Em entrevista coletiva à imprensa em Pequim, o diretor britânico Roger Spottiswoode disse: "O filme é sobre um inglês que não estava a favor de nenhum dos lados. Nosso filme é historicamente preciso. Aconteceram fatos terríveis. Precisamos olhar essa história com honestidade."

Na opinião de Spottiswoode, depois de assistir ao filme "os japoneses talvez achem mais fácil desvincular-se de seu próprio passado".

Rodado nas províncias de Hubei e Gansu, na região central da China, o filme de duas horas é estrelado por Jonathan Rhys Meyers e Chow Yun-fat. Os militares japoneses são representados por atores japoneses.

Hogg e uma enfermeira americana cujo papel é feito por Radha Mitchell unem-se a um grupo de resistentes chineses para resgatar os órfãos, conduzindo-os através de desertos e montanhas.

O filme estréia em Pequim na quinta-feira e será exibido em toda a China. Sua estréia nos EUA está prevista para maio.   Continuação...