6 de Março de 2008 / às 00:48 / 10 anos atrás

Buffet é o homem mais rico do mundo e Slim é o 2o, diz revista

Por Emily Chasan

NOVA YORK (Reuters) - O investidor norte-americano Warren Buffet substituiu seu amigo Bill Gates, fundador da Microsoft, como o homem mais rico do mundo, segundo a lista anual publicada nesta quarta-feira pela revista Forbes. A publicação estima a fortuna de Buffet em 62 bilhões de dólares.

Em segundo lugar, com cerca de 60 bilhões, vem o mexicano Carlos Slim, o que relega Gates, com 58 bilhões, à terceira posição, após 13 anos no topo.

O brasileiro mais bem cotado é Antonio Ermírio de Moraes, na 77a posição, com um patrimônio familiar de 10 bilhões de dólares. Outros 17 brasileiros aparecem na lista.

A ascensão de Buffet é especialmente notável, segundo a Forbes, por se dar num ano de turbulência financeira, e em uma época na qual o dono da Berkshire Hathaway começou a destinar parte de sua fortuna para a caridade.

Só em 2007 a fortuna dele cresceu 10 bilhões de dólares, puxada pela valorização das ações da Berkshire Hathaway, segundo Steve Forbes, executivo-chefe da revista.

Em junho de 2006, Buffett anunciou a decisão de doar 85 por cento de seu patrimônio para a Fundação Bill & Melinda Gates e para quatro outras instituições.

Bill Gates atuou no conselho de direção da Berkshire Hathaway e costuma jogar bridge com o camarada Buffet. Ele próprio deu uma parcela importante da sua fortuna à fundação que leva seu nome.

Buffett, chamado às vezes de “O Sábio de Omaha”, é louvado entre investidores por sua preferência por grandes empresas dedicadas a negócios fáceis de entender, grandes ou dominantes em seus mercados, com lucros consistentes e administração eficiente.

No começo da década de 1960, ele começou a investir na Berkshire, então uma indústria têxtil em dificuldades, que ele assumiu em 1965. Desde então, a transformou numa holding com mais de 50 empresas que produzem tintas, sorvete, roupas íntimas e até as facas Ginsu.

Gates era o homem mais rico desde 1995, quando destronou o empreendedor imobiliário japonês Yoshiaki Tsutsumi, que saiu definitivamente da lista dos bilionários em 2007, ano em que foi condenado por falsificar balanços usando informações privilegiadas.

Slim, ex-operador do mercado financeiro, é conhecido por comprar empresas baratas, em dificuldades, para reerguê-las. Seu grande lance foi na privatização da operadora de telefonia Telmex. A empresa de celulares América Móvil é atualmente a maior empresa desse setor na América Latina.

Juntos, os 1.125 bilionários da lista acumulam 4,4 trilhões de dólares, segundo a Forbes. A lista praticamente dobrou em quatro anos --a desvalorização do dólar facilita a entrada de não-americanos na lista.

Os EUA têm 469 bilionários, com uma fortuna total de 1,6 trilhão de dólares. Em segundo vem a Rússia, com 87 bilionários --Moscou é a cidade do mundo onde há mais deles, superando Nova York. Índia, China e Turquia também tiveram avanços notáveis no número de super-ricos.

O bilionário mais jovem do mundo é Mark Zuckenberg, que aos 23 anos tem uma fortuna estimada em 1,5 bilhão de dólares, por ter criado o site de relacionamentos Facebook. A Forbes diz que nunca sua lista teve alguém tão jovem com uma fortuna construída por conta própria.

A lista completa dos bilionários está no site www.forbes.com/billionaires.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below