Armani volta aos anos 1930 para desenhar coleção de mobília

quarta-feira, 16 de abril de 2008 16:54 BRT
 

Por Marie-Louise Gumuchian

MILÃO (Reuters) - Giorgio Armani voltou aos anos 1930 para criar sua mais recente coleção de mobília, na qual mesas, sofás e camas apareceram em ambientes que lembravam os sets de filmagens da era dourada de Hollywood.

A linha "Armani Casa" permaneceu fiel ao estilo minimalista do designer italiano, com uma abordagem tipicamente linear e cores clássicas.

Conhecido por suas criações discretas, Armani, 73 anos, disse que se inspirou no trabalho de Eileen Gray, cuja poltrona arredondada Bibendum foi um dos objetos de design mais famosos do século 20.

"Há tantas pessoas sedentas por coisas belas!", disse ele na abertura do Salão da Mobília de Milão.

Ébano ou madeira laqueada ganhou destaque entre os objetos expostos, e alguns dos móveis tinham acabamento preto pregueado. As salas estavam repletas de biombos.

"Fiz um pouco de cor algumas temporadas atrás e não consegui vender uma única almofada colorida", disse ele.

Uma mesa tinha três pés, e um divã era recoberto de veludo negro. Os abajures eram retangulares ou de formatos simples, e as cadeiras variavam entre geométricas e outras mais curvas.

Armani também apresentou uma TV que desenhou para a sul-coreana Samsung Electronics. O designer já fez parceria com a Samsung num celular, lançado em setembro, e outros eletrônicos.   Continuação...