Amsterdã vai expor crânio com diamantes de Damien Hirst

terça-feira, 26 de agosto de 2008 12:13 BRT
 

AMSTERDÃ (Reuters) - O crânio humano cravejado com 8.601 diamantes criado por Damien Hirst será exposto em um museu de Amsterdã em novembro.

Intitulada "For the Love of God" (Pelo amor de Deus), a obra foi apresentada pela primeira vez no ano passado na galeria White Cube, em Londres, e mais tarde vendida a um grupo de investimentos anônimo.

Ela foi vendida por 100 milhões de dólares, mas foi uma transação particular, e o fato de Hirst fazer parte do grupo de investidores que a compraram suscitou perguntas quanto a seu valor real.

Envolto em uma camada de platina e recoberto de diamantes, o crânio será exposto no Rijksmuseum de Amsterdã por seis semanas, a partir de 1o de novembro, antes de embarcar em uma turnê pelo mundo, disse o museu.

Hirst, cujas outras obras incluem animais apresentados em vitrines e uma vaca conservada em formol, vai leiloar trabalhos novos em setembro, em leilão organizado pela casa Sotheby's.

 
<p>Imagem de arquivo mostra cr&acirc;nio cravejado de diamantes do artista brit&acirc;nico Damien Hirst, em Londres. O cr&acirc;nio humano cravejado com 8.601 diamantes criado por Damien Hirst ser&aacute; exposto em um museu de Amsterd&atilde; em novembro. Photo by Reuters (Handout)</p>