Retrato da rainha Elizabeth 1a é arrematado por US$5,3 milhões

quinta-feira, 22 de novembro de 2007 15:42 BRST
 

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters) - O mais antigo retrato conhecido de corpo inteiro da rainha Elizabeth 1a, que teria sido encomendado para ajudar a monarca inglesa a "se divulgar" para potenciais pretendentes, foi vendido na quarta-feira por 2,6 milhões de libras (5,3 milhões de dólares).

O retrato em tamanho natural feito pelo pintor Steven van der Meulen, de Antuérpia, que se tornou um importante pintor da corte inglesa na década de 1560, tinha preço estimado entre 700 mil e 1 milhão de libras, disse a casa de leilões Sotheby's.

Emmeline Hallmark, da Sotheby's, afirmou que o retrato foi pintado provavelmente quando Elizabeth tinha cerca de 30 anos de idade.

Com quase dois metros de altura, a tela mostra a rainha pálida em pé num vestido de seda escarlate adornado com pérolas e jóias coloridas.

Em sua mão direita ela segura um cravo --que, segundo a Sotheby's, poderia simbolizar um futuro noivado-- e em sua mão esquerda, uma luva, símbolo de poder e riqueza.

Elizabeth foi pressionada a encontrar um marido desde o início de seu reinado. Um ano depois de ela suceder a irmã, em 1558, um comitê seleto da Câmara dos Comuns lhe entregou um pedido formal de que se casasse.

Entretanto, apesar de ter tido uma série de pretendentes nos anos 1560 e 1570, ela nunca se casou, o que rendeu o apelido de Rainha Virgem.

A tela a óleo foi dada por Elizabeth à família Hampden, durante visita da monarca à mansão da família.

Desde então ela permaneceu nas famílias Hampden e Hobart, que são interligadas, apesar de ter sido emprestada temporariamente para uma mansão em Buckinghamshire, na Inglaterra, onde passou 50 anos quase esquecida, pendurada na parede de uma sala reservada.

O comprador foi um marchand de Londres.

 
<p>O mais antigo retrato conhecido de corpo inteiro da rainha Elizabeth 1a, que teria sido encomendado para ajudar a monarca inglesa a 'se divulgar' para potenciais pretendentes, foi vendido por 2,6 milh&otilde;es de libras (5,3 milh&otilde;es de d&oacute;lares). Foto de 16 de novembro em Londres. Photo by Stephen Hird</p>