22 de Janeiro de 2008 / às 00:49 / 10 anos atrás

Moda masculina anda devagar, mas xadrez deve ser hit do inverno

<p>A moda masculina est&aacute; longe de ter o mesmo ritmo fren&eacute;tico da moda feminina, mas algumas apostas dos estilistas do S&atilde;o Paulo Fashion Week podem renovar o arm&aacute;rio dos homens para o outono-inverno, como as estampas em xadrez e as pe&ccedil;as coloridas. Photo by Paulo Whitaker</p>

Por Fernanda Ezabella

SÃO PAULO (Reuters) - A moda masculina está longe de ter o mesmo ritmo frenético da moda feminina, mas algumas apostas dos estilistas do São Paulo Fashion Week podem renovar o armário dos homens para o outono-inverno, como as estampas em xadrez e as peças coloridas.

“Antes existia aquela série de normas de que a moda masculina era monótona, monocromática, sempre a mesma coisa”, disse o editor de moda Lula Rodrigues, na sala de um desfile.

“E estou achando super legal que as coleções aqui estão mostrando que não é nada disso.”

O SPFW, que termina nesta segunda-feira, tem apenas quatro desfiles unicamente masculinos --V.Rom, Mario Queiroz, Fause Haten e Alexandre Herchcovitch-- e alguns outros misturados com femininos, como Osklen, Zoomp, Ellus e Cavalera.

Entre editores de moda, o xadrez é unanimidade. Apareceu em praticamente todos os desfiles, incluindo o de Herchcovitch, nesta segunda-feira, que desfilou duas camisas xadrezas em meio a looks completamente pretos.

Adriana Bechara, editora da revista Vogue, é uma das que apostam no poder do xadrez. “A moda masculina não muda tanto quanto à moda feminina. Mas o xadrez é uma coisa que o brasileiro conhece bem, que vai ser fácil ver por ai”, disse.

Rodrigues destacou os tecidos tecnológicos coloridos da Osklen e a estamparia de listras da V.Rom para uma moda mais jovem. As peças de alfaiataria em moletom são uma tendência que vem vindo de outras estações.

Para o guarda-roupa do homem mais formal, ele acredita no terno de dois botões.

“O terno de três botões dominou a cena por uma década e nada acontece abruptamente com o homem. Mas estamos num período importante de transição”, acredita Rodrigues, especialista em moda masculina.

Segundo ele, o terno de dois botões teve seu auge nos anos 1950 e 1960, e agora é hora de seu retorno. “Esse é um excelente investimento”, aposta.

A consultora de moda Mariana Rocha também percebeu nos estilistas uma vontade pelas cores no inverno, especialmente nos sapatos bicolores e tênis estampados.

“Os sapatos coloridos são um pouco mais difícil de pegar. Mas nada impede, por exemplo, de um cara mais moderninho usar um terno cinza com um sapato verde escuro”, afirma Rocha.

“É uma novidade de moda que dá para uma pessoa mais formal usar.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below