Artista converte famosa praia de Sydney em prisão

terça-feira, 2 de outubro de 2007 11:09 BRT
 

SYDNEY (Reuters) - Um artista alemão transformou a famosa praia de Bondi, em Sydney, em centro de detenção, montando celas de prisão na areia para proporcionar aos frequentadores um gostinho de cativeiro.

Gregor Schneider disse que sua instalação foi inspirada nos choques raciais ocorridos em 2005 entre jovens australianos brancos e australianos de origem libanesa, que abalaram outra praia de Sydney, a de Cronulla.

"A praia é uma parte importante da identidade nacional australiana, e ficamos muito confusos com a perseguição racial que ocorreu na praia. Ninguém conseguia acreditar que algo assim pudesse acontecer num espaço tão belo", disse Schneider à Reuters.

Carros, lojas e igrejas foram depredados na violência de 2005, que se seguiu a um ataque contra dois salva-vidas na praia.

Muitos frequentadores de Bondi passaram várias horas nas jaulas, deitados em suas esteiras enquanto seus filhos brincavam à sua volta.

Alguns disseram que as celas lhes deram uma sensação de segurança, mas outros as consideraram perturbadoras demais.

"Estava tudo bem enquanto mantivemos a porta aberta, mas, assim que a fechamos, juro que tivemos uma sensação de pânico, medo e claustrofobia", contou uma frequentadora.

"Em termos estéticos, a instalação não significa nada para mim, mas é fascinante como ela faz você se sentir."

A instalação ficará na praia até 21 de outubro.