Marchand norueguês deixa US$ 40 mi aos Médicos Sem Fronteiras

terça-feira, 3 de junho de 2008 10:53 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Um marchand de arte norueguês deixou uma fortuna no valor de 20 milhões de libras (39,4 milhões de dólares), incluindo obras de Pablo Picasso e Henri Matisse, à ONG francesa Médicos Sem Fronteiras (MSF).

O grupo informou que a doação feita por Haaken A. Christensen, morto no início deste ano, é a maior já recebida pela MSF.

Parte dela será usada para dar assistência médica a migrantes do Zimbábue que estão fugindo da crise em seu país, disse o grupo.

A Sotheby's vai vender a coleção de arte moderna e contemporânea de Christensen numa série de leilões este ano e prevê que as obras levantem mais de 8 milhões de libras.

Christensen tinha uma galeria de arte bem-sucedida e montou uma coleção pessoal que incluía 46 obras de Picasso, além de outros grandes artistas da mesma época, como Matisse, Fernand Leger e Georges Bracque.

Entre as obras que serão leiloadas está um retrato da amante e companheira artística de Picasso, Dora Maar, previsto para render entre 3 e 5 milhões de libras. A tela vai a leilão em 25 de junho.