Bilionário Paul Allen exibe coleção de aviões da 2a Guerra

sexta-feira, 6 de junho de 2008 16:36 BRT
 

Por Daisuke Wakabayashi

SEATTLE (Reuters) - Uma coleção rara de aviões da 2a Guerra Mundial de cinco países, de propriedade do bilionário Paul Allen, co-fundador da Microsoft, será aberta à visitação pública em um novo museu.

A Coleção Legado Voador exibirá 15 aviões, sendo a maioria aeronaves de combate importantes de cinco países que participaram da 2a Guerra Mundial -- Alemanha, Rússia, Japão, Grã-Bretanha e Estados Unidos.

O museu será aberto nesta sexta-feira, no 64o aniversário do Dia D, que marcou o início da invasão da Normandia pelas forças aliadas, no campo Paine em Everett, Washington, a 40 quilômetros ao norte de Seattle.

Paul Allen, cujo pai integrou a segunda onda de soldados americanos a desembarcar na praia Omaha durante a invasão, comprou os aviões ao longo dos últimos dez anos e restaurou a maioria deles, usando materiais e peças originais.

"Para quem curte aviões, estas são as jóias da coroa", disse Adrian Hunt, diretor executivo da Coleção Legado Voador. "Seu valor é inestimável."

A coleção inclui um exemplar único do avião de hélice Focke-Wulf Fw 190D-13 Dora, introduzido pelos alemães perto do final da guerra, e do primeiro avião movido a foguete no mundo, o Messerschmitt 163B Komet, também da Alemanha.

Há também um P-51D Mustang, o avião de combate americano visto como responsável pela vitória na guerra aérea na Europa, e a aeronave japonesa Mitsubishi A6M3-22 Zero-Sen, considerada o primeiro caça estratégico do mundo.

Paul Allen, que fundou a Microsoft em 1975 com seu amigo de infância Bill Gates, disse que começou a se interessar por aviões da 2a Guerra Mundial quando montava modelos de aviões, ainda menino, e então passou a apreciar os grandes avanços feitos na aviação na época da guerra.   Continuação...

 
<p>Bilion&aacute;rio Paul Allen exibe cole&ccedil;&atilde;o de avi&otilde;es da 2a Guerra. Uma cole&ccedil;&atilde;o rara de avi&otilde;es da 2a Guerra Mundial de cinco pa&iacute;ses, de propriedade do bilion&aacute;rio Paul Allen, co-fundador da Microsoft, ser&aacute; aberta &agrave; visita&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica em um novo museu. Foto do Arquivo. Photo by Robert Sorbo</p>