Hollywood fica em segundo plano no Festival de Veneza

terça-feira, 29 de julho de 2008 15:07 BRT
 

Por Silvia Aloisi

ROMA (Reuters) - Os grandes estúdios de Hollywood ficarão em segundo plano no Festival de Cinema de Veneza este ano, cuja competição principal dará destaque ao cinema americano independente, produções italianas e animações japonesas.

O diretor do festival, Marco Mueller, disse que a presença menor de Hollywood se deve em parte à greve de 14 semanas dos roteiristas, que terminou em fevereiro e levou ao adiamento do lançamento de alguns filmes.

"Alguns dos filmes que normalmente estariam prontos em tempo para Veneza agora só serão lançados em dezembro ou depois", disse Mueller em coletiva de imprensa em que anunciou a programação da 65a edição do festival.

No ano passado, filmes americanos e britânicos dominaram a competição principal, formando quase metade dos trabalhos participantes.

Este ano, apenas cinco filmes falados em inglês, todos produções americanas, vão competir pelo prêmio máximo do festival de cinema mais antigo do mundo.

Entre eles está "Rachel Getting Married", de Jonathan Demme, com Anne Hathaway e Debra Winger na história de uma ex-modelo que volta para casa para o casamento de sua irmã depois de passar dez anos entrando e saindo de clínicas de reabilitação.

Os outros filmes americanos na competição principal, todos de diretores novatos ou menos conhecidos, incluem "The Burning Plain", drama familiar com Kim Basinger e Charlize Theron, e "The Wrestler", com Mickey Rourke no papel principal.

Itália e Japão têm presença grande entre os 21 filmes da competição principal, com quatro e três filmes respectivamente. Dois dos trabalhos japoneses são de animação, incluindo "Ponyo on Cliff by the Sea", de Hayao Miyazaki.   Continuação...