Assessor de Heather Mills se demite após ataque dela à mídia

quinta-feira, 1 de novembro de 2007 13:34 BRST
 

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters) - O porta-voz de Heather Mills, ex-mulher de Paul McCartney, pediu demissão de seu cargo devido às entrevistas que ela concedeu à televisão em que acusou a mídia de tachá-la de "prostituta" e "alguém que quis dar o golpe do baú".

O desabafo da ex-modelo e ativista, que virou notícia de primeira página dos tablóides britânicos na quinta-feira, foi um erro, segundo Phil Hall.

"Foi com certeza um equívoco (dar essas declarações)", disse Hall, contratado por Mills em 2006 quando ela e McCartney anunciaram sua separação. Eles se casaram em 2002 e têm uma filha, Beatrice.

"Estou muito triste com isso", disse Hall à Reuters. "Passamos por muitas coisas nos últimos dois anos, e é uma pena."

Ex-editor da publicação News of the World, Hall renunciou ao cargo de intermediário principal de Heather Mills com a imprensa quando ela lhe falou de seus planos de conceder as entrevistas.

Falando à GMTV na quarta-feira, Mills acusou os tablóides de assediá-la a ponto de quase levá-la ao suicídio.

"Eles já me chamaram de prostituta, de alguém que quis dar o golpe do baú, de fantasiosa, de mentirosa -- coisas que magoam incrivelmente", disse ela, em vários momentos lutando para não se debulhar em lágrimas.

Hall disse que tinha aconselhado Mills a não reagir às críticas negativas na imprensa.   Continuação...