10 de Maio de 2008 / às 00:46 / 9 anos atrás

Oliver Stone diz que filme sobre Bush será divertido

<p>Oliver Stone diz que filme sobre Bush ser&aacute; divertido. 'W' pode n&atilde;o ser a primeira cinebiografia do premiado cineasta Oliver Stone, nem mesmo seu primeiro filme pol&ecirc;mico. Mas talvez seja a primeira com&eacute;dia do diretor ganhador do Oscar. 9 de maio. Photo by Phil Mccarten</p>

Por Syantani Chatterjee

LOS ANGELES (Reuters) - “W” pode não ser a primeira cinebiografia do premiado cineasta Oliver Stone, nem mesmo seu primeiro filme polêmico. Mas talvez seja a primeira comédia do diretor ganhador do Oscar.

Stone, que já fez filmes sobre outros presidentes, incluindo Richard Nixon, está rodando “W”, sobre a vida do presidente George W. Bush.

E o filme já gera polêmica em Hollywood pelo o que Stone pode -- ou não -- dizer. Suas primeiras palavras sobre o longa-metragem são: “Bush é engraçado”.

“Ele é desajeitado, comete gafes e faz caretas. Não é um presidente qualquer. Então vamos nos divertir com isso!”, disse o diretor para a revista Entertainment Weekly, publicada nesta sexta-feira.

Oliver Stone, 61 anos, é conhecido principalmente por seus filmes sobre a Guerra do Vietnã, como “Platoon” e “Nascido em 4 de Julho”, além do thriller “Assassinos por Natureza” e dos dramas políticos “JFK -- A Pergunta que Não Quer Calar” e “Nixon”.

“W” mostra imagens de Bush, aos 26 anos, batendo o carro no gramado da casa de seus pais em Washington, e, quando já presidente, roubando de brincadeira uma bala de menta da secretária de Estado Condoleezza Rice.

“É uma coisa que remete a Capra, a história de um homem que possui talentos muito limitados na vida, exceto pela facilidade em ‘vender’ a si mesmo”, disse Stone, falando da vida de Bush.

Frank Capra foi o diretor de filmes americanos singelos como “A Mulher Faz o Homem” (1939) e “A Felicidade Não Se Compra” (1946).

É pouco provável que “W” redima a imagem do presidente, cuja impopularidade é crescente, mas o filme mergulha numa vida passada à sombra de acontecimentos e pessoas de estatura maior que a sua. Stone admite que até admira algumas das qualidades do presidente.

“O fato de ele ter que superar a sombra de seu pai e o peso do sobrenome familiar -- não se pode deixar de admirar sua tenacidade”, disse o diretor.

Como não conseguiu encontrar financiamento de nenhum grande estúdio de Hollywood, Stone recorreu ao financiamento independente para fazer “W”. Ele e os produtores esperam levar o filme aos cinemas antes da eleição presidencial de novembro.

Josh Brolin fará o papel de Bush, e Elizabeth Banks será a primeira-drama Laura Bush. Outros membros do elenco incluem James Cromwell como o ex-presidente George H.W. Bush, Ellen Burstyn como a ex-primeira-dama Barbara Bush e Thandie Newton como Condoleezza Rice.

Uma figura chave para a qual ainda não foi encontrada um ator é o vice-presidente Dick Cheney.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below