Naomi diz que racismo causou briga em vôo da British Airways

sábado, 21 de junho de 2008 12:27 BRT
 

Por Kate Kelland

LONDRES (Reuters) - A British Airways rejeitou neste sábado acusações de racismo após a modelo Naomi Campbell, que se confessou culpada por uma agressão em incidente em um avião, afirmar que teria sido comparada a uma "boneca de pano preta" durante o vôo.

A companhia aérea afirmou que não aceitava a versão dada por Campbell, que foi acusada de agressão na sexta-feira e sentenciada a 200 horas de trabalho comunitário não-remunerado, de que alguém no vôo a teria chamado de "modelo boneca de pano preta".

"A British Airways não aceita as acusações de racismo", afirmou a companhia em comunicado. "Estamos orgulhosos da nossa diversidade."

"Temos políticas estritas sobre dignidade no trabalho e possuímos há tempos programas de treinamento sobre diversidade e inclusão", acrescentou o comunicado.

Campbell, 38, disse à Sky News que seu ataque de raiva a bordo --no qual ela atacou dois policiais, falou diversos palavrões e xingou o capitão do vôo que partiria para Los Angeles-- foi parcialmente causado por comentários racistas.

"Eu fui chamada por um nome racial naquele vôo e essa foi parte da minha reação", disse. "Fui chamada de 'top model Golliwog' --não acho isso justo, você acha?".

Perguntada quem teria usado esse termo, que se refere a uma boneca negra de pano da literatura infantil, Campbell disse: "Alguém do vôo. Não era um passageiro".

Durante o caso, promotores disseram que Campbell ordenou ao capitão do vôo que achasse sua bagagem perdida e ficou violenta quando a polícia tentou tirá-la da aeronave.   Continuação...