Romance do metrô de Nova York chega ao fim da linha

domingo, 27 de julho de 2008 12:57 BRT
 

Por Belinda Goldsmith

CANBERRA (Reuters) - A história de amor moderna de um homem que viu a garota de seus sonhos em um trem do metrô de Nova York e a procurou na Internet não teve um final de conto de fadas pois o relacionamento acabou.

Para o webdesigner Patrick Moberg, do Brooklyn, à época com 21 anos, foi amor à primeira vista quando viu uma mulher em um trem de Manhattan em novembro passado. Mas ele a perdeu na multidão, por isso criou um site com um esboço para encontrá-la no endereço www.nygirlofmydreams.com.

Por incrível que pareça em uma cidade de oito milhões de habitantes, Moberg só precisou de dois dias para localizar a mulher. Seu telefone tocou sem parar e sua caixa de e-mail transbordou à medida que os nova-iorquinos se solidarizaram com o Romeu do metrô e se juntaram à caçada.

A misteriosa morena se chama Camille Hayton e é de Melbourne, Austrália, trabalhava como estagiária na revista BlackBoook e também residia no Brooklyn. Um de seus amigos viu o esboço no site e a reconheceu.

Mas depois de se encontrar, aparecer na tevê e na imprensa internacional, o casal levou seu romance para longe dos olhos do público. Moberg tirou o site do ar e ambos passaram a recusar fazer qualquer declaração -- até agora.

Hayton declarou ao jornal australiano The Sunday Telegraph que namorou Moberg durante cerca de dois meses, mas que não deu certo.

"Digo que namoramos por um tempo mas que agora somos só amigos", disse Hayton, de 23 anos, ao jornal. "É realmente legal as pessoas terem se solidarizado com a história. É parte de minha vida agora."

Hayton disse que ainda é reconhecida cerca de três vezes por semana nas ruas de Manhattan como 'aquela garota' e que a pergunta é sempre a mesma: "Então o que aconteceu?"   Continuação...