Comediantes buscam recorde de 50 horas de piadas em NY

quinta-feira, 5 de junho de 2008 11:23 BRT
 

Por Claudia Parsons

NOVA YORK (Reuters) - Normalmente a humorista Marina Franklin se sentiria ofendida se alguém dormisse durante sua apresentação, mas, após 13 horas de uma maratona cômica de 50 horas, ela está disposta a ser tolerante.

Franklin foi uma dos cerca de 100 humoristas que esta semana tentaram marcar o recorde mundial Guinness de maior apresentação cômica ininterrupta num clube de humor de Nova York.

"O mais difícil é fazer as pessoas rirem quando estão cansadas", disse Franklin à Reuters depois de descer do palco na manhã da quarta-feira, após sua segunda participação na maratona de 50 horas que começou na noite de terça-feira.

Em dado momento, quando estava contando anedotas sobre seu gato, ela se voltou a uma mulher cuja cabeça estava inclinada sobre a mesa no mal iluminado clube Comic Strip Live, onde cerca de 25 pessoas curtiam o show de humor enquanto tomavam o café da manhã.

"Faça ela acordar", disse Franklin ao amigo da mulher, mas não a criticou seriamente. A mulher em questão era uma estudante de 19 anos que prometera voltar depois de fazer um breve cochilo em seu carro.

Os humoristas doaram seu tempo para levantar dinheiro para um fundo que ajuda militares feridos e os familiares de militares mortos em ação, em sua maioria nas guerras do Iraque e Afeganistão.