Dustin Hoffman tem medo de lançamentos e críticas de filmes

quarta-feira, 14 de novembro de 2007 16:57 BRST
 

Por Michelle Nichols

NOVA YORK (Reuters) - Dustin Hoffman, em quase meio século atuando no cinema, nunca foi otimista sobre as chances de sucesso de um filme, e está aliviado porque estará na Inglaterra quando sua mais recente participação nas grandes telas estrear nos Estados Unidos, na sexta-feira.

Duas vezes premiado com o Oscar, Hoffman, 70 anos, vai poder fugir da "angústia existencial" que acompanha a estréia do filme infantil "A Loja Mágica de Brinquedos" ("Mr. Magorium's Wonder Emporium") porque está na Grã-Bretanha filmando "Last Chance Hervey" com Emma Thompson.

"Nunca me senti confiante em relação a nenhum filme que estivesse fazendo", disse ele à Reuters em entrevista.

"Sempre sinto medo, como acho que devem sentir todas as pessoas que fazem cinema, porque acho que, por definição, não vai funcionar."

"É isso que as chances nos dizem. Cerca de 500 filmes, ou o número que seja, são lançados todos os anos. Quantos deles funcionam no nível que você quer que funcionem?", afirmou Hoffman. "É muito difícil fazer um bom filme. Acho que é preciso um pouco de acaso feliz."

A julgar por algumas das primeiras resenhas de "A Loja Mágica de Brinquedos", Londres pode ser um bom lugar para Hoffman estar. O New York Post afirmou que o filme é "um ataque de doçura artificial" e descreveu o papel de Hoffman como "um soco no estômago".

"Dustin Hoffman? Um dos grandes atores de seu tempo?", indagou a resenha. "O astro de clássicos como 'Maratona da Morte', 'Perdidos na Noite' e 'Todos os Homens do Presidente' foi reduzido a vender brinquedos infantis mágicos que arrotam?"

"EXIBIÇÃO SUSPENSA"   Continuação...

 
<p>Foto de arquivo do ator norte-americano Dustin Hoffman. Dustin Hoffman, em quase meio s&eacute;culo atuando no cinema, nunca foi otimista sobre as chances de sucesso de um filme, e est&aacute; aliviado porque estar&aacute; na Inglaterra quando sua mais recente participa&ccedil;&atilde;o nas grandes telas estrear nos Estados Unidos, na sexta-feira. Photo by Phil Mccarten</p>