Filha adotiva de Angelina Jolie foi concebida em estupro

quarta-feira, 21 de novembro de 2007 16:57 BRST
 

Por Tsegaye Tadesse

AWASA, Etiópia (Reuters) - A menina etíope adotada pela atriz de Hollywood Angelina Jolie foi concebida quando sua mãe foi estuprada.

Mentwabe Dawit, mãe de Zahara, de 2 anos, descreveu como foi atacada uma noite em 2004, quando voltava do trabalho numa obra de construção na cidade de Awasa, no sul da Etiópia.

Quando ela caminhava para casa na escuridão, um homem se aproximou.

"Ele puxou um punhal e cobriu minha boca com uma mão, para que eu não pudesse gritar. Então me violentou e em seguida desapareceu", disse Mentwabe à Reuters em entrevista, com lágrimas escorrendo por seu rosto.

A mulher de 24 anos decidiu guardar segredo sobre o estupro.

"Eu temia as consequências de ser violentada, numa comunidade em que o estupro é visto como tabu, mesmo que o que aconteceu tenha sido feito à força", afirmou.

Quando sua barriga começou a crescer, Mentwabe não pôde mais ocultar sua gravidez e revelou seu segredo a sua mãe.

"Não aconteceu o que eu temia. Minha mãe foi compreensiva e me consolou. Ela me aconselhou a não fazer nada de insensato que pudesse pôr minha vida em risco."   Continuação...