Espanha encontra 1.800 peças pré-colombianas em casa na Galícia

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007 12:50 BRST
 

MADRI (Reuters) - O departamento do Patrimônio Histórico espanhol localizou num depósito protegido no subsolo de uma residência na Galícia 1.800 peças arqueológicas de arte pré-colombiana de valor incalculável, informou a polícia nacional espanhola.

A maioria dos objetos fez parte de uma exposição realizada em 1997 em Santiago de Compostela, e foi o curador da mostra que as escondeu, deixando de devolvê-las a seus países de origem.

A pessoa que organizou a exposição, de nacionalidade costa-riquenha, está sendo processada no Peru, e seu paradeiro é desconhecido.

Pelo menos 31 das peças recuperadas eram reivindicadas pelas autoridades peruanas e já foram entregues ao embaixador do Peru na Espanha, disse a polícia em comunicado.

Não se sabe ainda quantos dos objetos encontrados podem ser reivindicados por outros países.

Um porta-voz da polícia disse à Reuters que um catálogo fotográfico dos objetos foi enviado aos países que podem ter interesse neles.

O porta-voz explicou que, por se encontrarem na Espanha há mais de dez anos, as peças passaram a pertencer ao patrimônio espanhol. Por isso, mesmo que sejam propriedade privada, as autoridades precisam ser notificadas de qualquer movimentação delas.

As peças reivindicadas pelo Peru são dez vasos de cerâmica e 21 artefatos de ouro e cobre. As cerâmicas são de culturas do litoral norte do Peru, e a maioria das peças metálicas vem de um dos mais importantes sítios arqueológicos do país, o túmulo do "Senhor Sipán", pertencente à cultura mochica.