"Sinta meus músculos!", diz Chávez a Naomi Campbell

terça-feira, 8 de janeiro de 2008 17:22 BRST
 

CARACAS (Reuters) - O presidente venezuelano, Hugo Chávez, concedeu entrevista à supermodelo Naomi Campbell em que previu que o "império" norte-americano está prestes a cair, descreveu Jesus Cristo como o maior revolucionário da história e se ofereceu para posar sem camisa.

"Por que não? Sinta meus músculos!", disse o robusto ex-paraquedista de 53 anos, quando indagado se vai seguir o exemplo do presidente russo Vladimir Putin, que causou espécie no ano passado ao posar para vários fotos sem camisa.

Atriz e modelo inglesa de origem jamaicana, Naomi Campbell foi contratada pela edição britânica da revista GQ para entrevistar o líder venezuelano, conhecido por seus ataques aos EUA.

No artigo a ser publicado na quinta-feira Campbell descreve Chávez como "anjo rebelde", elogia sua voz de cantor e bate papo com ele sobre as Spice Girls.

"Tenho memórias delas", disse Chávez, antes de fazer críticas a Washington, que, previu, vai perder influência de maneira dramática nos próximos anos.

Chávez, que afirma liderar uma revolução socialista que espera que um dia una a América Latina, disse que é cristão devoto e que Jesus Cristo foi "o maior revolucionário da história por defender os pobres contra os poderosos".

Campbell, 37 anos, teve três encontros com Chávez. Ela se soma a uma lista crescente de celebridades que têm visitado o carismático líder venezuelano. No ano passado Chávez recebeu o ator Sean Penn e o diretor Oliver Stone.

Conhecida por seu temperamento explosivo, Naomi Campbell declarou no ano passado, depois de prestar serviços comunitários por atirar um telefone contra sua empregada, que iria começar uma página nova em sua vida.

Ela espera entrevistar mais líderes mundiais, incluindo o líder cubano Fidel Castro, amigo de Chávez.

Este disse que Fidel é o líder político que tem mais estilo em todo o mundo.

"Seu uniforme é impecável. Suas botas são enceradas, sua barba é elegante", disse Chávez, falando sobre o líder cubano octogenário e adoentado.