Diretor do novo "Batman" finalmente conquista Hollywood

segunda-feira, 21 de julho de 2008 11:26 BRT
 

Por Steven Zeitchik

NOVA YORK (Hollywood Reporter) - O cineasta inglês Chris Nolan tornou-se o nome mais comentado em Hollywood no momento, graças à estréia recorde de "Batman -- O Cavaleiro das Trevas", com 155 milhões de dólares.

Entretanto, há menos de dez anos, Nolan passava praticamente despercebido nas bilheterias. Seu primeiro longa-metragem, um pequeno filme independente chamado "Following", arrecadou míseros 40 mil dólares.

Era um thriller sobre um escritor que tem o hábito inexplicável de seguir estranhos -- ou seja, não o tipo de filme que garante contratos comerciais a um diretor. Como o segundo filme de Nolan, "Amnésia", de 2000, mostrava um diretor experimental interessado em brincar com o tempo e desorientar o espectador.

Desde então, porém, Nolan não apenas passou a constar do mapa dos grandes estúdios, como o redefiniu.

Nolan (juntamente com seu irmão e frequente parceiro nos roteiros, Jonathan) passou para projetos de estúdio de dimensões médias, como o mistério policial "Insônia", ambientado no Alasca, que rendeu quase 70 milhões de dólares, e "O Grande Truque", da Disney (53 milhões).

Então ele promoveu a ressurreição da franquia "Batman" com "Batman Begins", de 2005, que faturou 205 milhões de dólares. "O Cavaleiro das Trevas" vai superar esse total até a metade desta semana.

O que talvez seja mais notável na carreira do antigo estudante de literatura inglês é que ele conseguiu migrar para as grandes produções de Hollywood sem comprometer muito a visão de seus primeiros filmes.

"Ele não é produto de Hollywood, e acho que isso faz dele um diretor de estúdio melhor", comentou Andrew Kosove, da Alcon Entertainment, que produziu "Insônia".   Continuação...

 
<p>O ator Christian Bale e o diretor Christopher Nolan no set de 'Cavaleiro das Trevas'  REUTERS. Photo by Reuters (Handout)</p>