Escrivaninha em que Dickens escreveu clássico vai a leilão

quarta-feira, 2 de abril de 2008 14:01 BRT
 

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters) - A escrivaninha em que Charles Dickens escreveu "Grandes Esperanças" e sua última correspondência, horas antes de sua morte, serão leiloadas em junho, anunciou a Christie's na quarta-feira.

A escrivaninha e cadeira da sala de estudos de Gad's Hill, a casa do escritor perto de Rochester, no condado de Kent, foram transferidos por herança a Christopher Charles Dickens e sua mulher, Jeanne-Marie Dickens.

Esta os doou ao hospital infantil Great Ormond Street, em Londres, com o qual Dickens mantinha um relacionamento estreito, para que pudessem ser leiloados para levantar fundos.

Incluídos no leilão da Christie's de livros e manuscritos valiosos, que terá lugar em 4 de junho, os itens estão previstos para ser arrematados por entre 50 mil e 80 mil libras (100 mil e 160 mil dólares).

"Charles Dickens foi um defensor dos pobres e necessitados e patrono do hospital Great Ormond Street em seus primórdios", disse Jeanne-Marie Dickens.

"Meu marido compartilhava o desejo de seu antepassado de ajudar os carentes, e, quando eu soube que o hospital infantil precisava levantar fundos, decidi que tinha que lhe doar a escrivaninha e a cadeira."

Charles Dickens foi um dos primeiros patronos do Great Ormond Street, além de amigo de seu fundador, Charles West. O hospital também se beneficiou do apoio de outros escritores britânicos famosos, incluindo Oscar Wilde e J.M. Barrie, o criador de Peter Pan.

De acordo com o Web site do hospital, foi a presença de Dickens num evento em 1858 que ajudou o hospital a superar uma crise de verbas e aumentar seus leitos de 20 para 75.   Continuação...