20 de Agosto de 2008 / às 16:52 / 9 anos atrás

Festival de Cinema de Toronto promete clima mais leve este ano

Por Cameron French

TORONTO (Reuters) - O Festival Internacional de Cinema de Toronto promete um clima mais leve este ano, tanto em termos temáticos quanto no número de filmes apresentados, com destaque para dramas familiares e comédias entre os 312 longas e curtas-metragens anunciados na terça-feira.

O festival deste ano é um pouco menor que o do ano passado, quando foram exibidos 352 filmes, muitos deles ligados à guerra e à política.

Os organizadores também prometem uma boa dose de glamour de Hollywood na 33a edição do festival, que terá Brad Pitt, Ben Kingsley, Keira Knightley, Jennifer Aniston e até mesmo o jogador de basquete LeBron James entre os mais de 500 convidados especiais e celebridades esperados.

O festival com dez dias de duração, que começa em 4 de setembro, é visto por muitos como pontapé inicial da temporada do Oscar e figura ao lado de Cannes, Sundance, Veneza e Berlim em termos de influência.

Apesar de exibir menos filmes ao todo, Toronto este ano terá 116 estréias mundiais entre os 249 longas exibidos. No ano passado, foram 101 estréias mundiais.

Serão exibidos filmes de 64 países, e a expectativa é que sejam vendidos mais de 340 mil ingressos.

Entre as estréias mundiais está o brasileiro “Última Parada -- 174”, de Bruno Barreto, baseado na história real de um sobrevivente de uma chacina no Rio de Janeiro que anos mais tarde sequestra um ônibus.

Cameron Bailey, que este ano assumiu a co-direção do festival no lugar de Noah Cowan, disse que os organizadores enxugaram propositalmente o número de filmes para tornar o evento mais administrável. Ele reconheceu a mudança em direção a filmes mais intimistas este ano.

“São filmes mais voltados à esfera doméstica, mais sobre relacionamentos entre personagens, relacionamentos familiares, e menos sobre o aspecto político do que vem acontecendo no mundo”, disse ele à Reuters.

FILMES DE GALA

Entre os mais de 20 filmes de gala que terão destaque no festival estão “The Other Man”, de Richard Eyre, em que Liam Neeson faz um homem que descobre que sua mulher vem recebendo emails e mensagens de celular de um rival desconhecido (Antonio Banderas).

Os irmãos Joel e Ethan Coen, que ganharam o Oscar de melhor filme este ano por “Onde os Fracos Não Têm Vez”, exibido em Toronto, vão apresentar “Queime Depois de Ler”, com os pesos-pesados de Hollywood Brad Pitt, George Clooney e John Malkovich.

O filme é uma comédia sobre um ex-agente da CIA cujo livro de memórias cai nas mãos de funcionários inescrupulosos de uma academia.

O festival será aberto com a exibição de “Passchendaele”, do canadense Paul Gross, que conta a história de dois irmãos que combatem na desastrosa batalha de Passchendaele, da 1a Guerra Mundial, na França.

Entre os documentários estarão “Religious”, uma visão irônica da religião organizada proposta pelo humorista Bill Maher e o produtor de “Seinfeld”, Larry Charles, e “At the Edge of the World”, que acompanha um militante ambientalista canadense que persegue caçadores de baleias japoneses.

Enquanto para alguns o festival serve como première de filmes lançados no final da temporada, o interesse principal de muitos participantes será fechar contratos de distribuição para seus filmes.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below