Banda de rock recusa associar hit "Barracuda" a vice de McCain

sexta-feira, 5 de setembro de 2008 22:45 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A banda de rock Heart exigiu que o Partido Republicano deixe de associar o seu hit "Barracuda", da década de 1970, à candidata do partido a vice-presidente, Sarah Palin.

Palin ganhou na juventude o apelido desse peixe feroz por causa do seu empenho nas quadras de basquete. A canção virou hino informal da candidata e foi recuperada para o seu discurso de quarta-feira na convenção nacional republicana.

Mas Ann e Nancy Wilson, vocalistas do Heart, disseram ter enviado aos republicanos uma carta exigindo que a música deixe de ser usada.

"A campanha republicana não pediu permissão para usar a música, e nem teriam recebido tal permissão", disse nota divulgada em nome das irmãs Wilson na quinta-feira.

A campanha republicana não se manifestou.

Em agosto, o roqueiro Jackson Browne moveu uma ação judicial contra o candidato republicano a presidente, John McCain, contra o Diretório Nacional Republicano e contra o Partido Republicano de Ohio pelo uso da canção "Running on Empty" (1977) num anúncio eleitoral de TV.

No caso de "Barracuda", a lei pode beneficiar Palin, pois a canção está licenciada para execução pública sob uma taxa geral paga pelos organizadores da convenção à Ascap, entidade que recolhe direitos autorais, equivalente ao Ecad brasileiro.

Apesar das objeções das irmãs, o ex-guitarrista do Heart Roger Fisher, co-autor de "Barracuda", disse em email à Reuters que ficou satisfeito com o uso da música, e que a banda só tem a ganhar com a divulgação e o pagamento de direitos.

Mas, num email subseqüente, ele afirmou que apóia com vigor a candidatura democrata de Barack Obama e que vai doar à campanha dele parte dos direitos que receber pela execução de Barracuda em eventos republicanos.   Continuação...