"Mad Men" pode fazer história nos prêmios Emmy da TV americana

sexta-feira, 19 de setembro de 2008 11:53 BRT
 

Por Steve Gorman

LOS ANGELES (Reuters) - Os executivos fumantes inveterados, beberrões e mulherengos de "Mad Men" podem fazer história no Emmy quando os prêmios mais importantes da televisão americana forem entregues, neste domingo.

Aclamado pela crítica, o seriado da AMC ambientado na Madison Avenue, Nova York, no início dos anos 1960, é o favorito absoluto para ganhar o Emmy de melhor seriado dramático este ano.

Se isso acontecer, "Mad Men" se tornará o primeiro seriado de uma rede a cabo que não é a HBO a receber o desejado troféu de melhor drama, marcando uma virada nos 60 anos de história do Emmy e na própria televisão americana do horário nobre.

Mas a HBO ainda é uma força poderosa no Emmy, tanto que seu retrato biográfico "John Adams" pode empatar ou superar o recorde de 11 Emmys para uma minissérie, alcançado em 2004 pela adaptação feita pela própria HBO da peça premiada com o Pulitzer "Angels in America".

Enquanto isso, a televisão aberta ainda domina entre as sitcoms, graças a "30 Rock", o programa dentro de um programa da NBC, que é visto como aposta certeira para o Emmy de melhor seriado cômico pelo segundo ano consecutivo.

Quatro outros candidatos nessa categoria são vistos como tendo relativamente poucas chances: "Two and a Half Men", da CBS, "The Office", da NBC, que venceu em 2006, e duas comédias da HBO, "Curb Your Enthusiasm" e "Entourage."

No lado dramático, dois seriados a cabo que não são da HBO acompanharam "Mad Men", sendo indicadas para melhor drama: o drama jurídico "Damages", da FX, e a saga sobre um serial killer "Dexter", da Showtime. Completam os concorrentes três séries da TV aberta: "Boston Legal" (ABC), "House" (Fox) e o vencedor em 2005, "Lost" (ABC).

"Mad Men" concorre em seis outras categorias.   Continuação...