Estúdios contabilizam custos da greve dos roteiristas

quarta-feira, 12 de dezembro de 2007 13:15 BRST
 

Por Carl DiOrio

LOS ANGELES (Hollywood Reporter) - Os estúdios de Hollywood vêm sugerindo desde o início que os roteiristas terão uma surpresa ingrata quando descobrirem o alto custo de sua greve, que já dura seis semanas.

Agora os estúdios estão ajudando os roteiristas a calcular esse custo.

Um site na Internet operado pela Aliança de Produtores de Cinema e Televisão (AMPTP), que se encarrega das negociações em nome dos estúdios, passou a exibir uma contagem -- atualizada a cada segundo -- da receita perdida pelos filiados ao Sindicato dos Roteiristas da América (WGA) desde que este iniciou sua primeira greve em quase duas décadas.

Na manhã da quarta-feira a contagem já chegava a quase 104 milhões de dólares, de acordo com o site (www.amptp.org).

A novidade foi lançada no site AMPTP.org um dia depois de surgir na Internet um falso site da Aliança, AMPTP.com, contendo falsos releases à imprensa e falsos perfis de executivos de estúdios.

Enquanto isso, no outro lado do impasse das negociações, os piquetes continuaram a ser feitos na costa leste e na costa oeste dos EUA.

Grevistas carregando cartazes fizeram piquetes diante de estúdios e emissoras de TV em Los Angeles. E, em Nova York, mais de 200 roteiristas em greve e outros manifestantes se reuniram diante do local de filmagens das produções "The View" e "All My Children", da ABC.

Representantes do WGA distribuíram panfletos a membros do público que faziam fila para assistir às filmagens de "The View", cuja apresentadora, Whoopi Goldberg, mandou entregar xícaras de chocolate quente aos grevistas.

Entre os manifestantes que participaram do piquete dos roteiristas estavam a atriz Dana Delany, de "Desperate Housewives", e a roteirista e diretora Nora Ephron.