Universitária acusa Lindsay Lohan de furtar seu casaco

segunda-feira, 19 de maio de 2008 21:32 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Uma estudante de Nova York abriu na segunda-feira um processo contra a atriz Lindsay Lohan acusando-a de ter furtado um casaco de pele avaliado em 11 mil dólares dentro de uma boate de Manhattan.

Masha Markova, aluna da Universidade de Columbia, disse que o casaco -- herança de sua avó --sumiu em junho, durante uma festa fechada no badalado clube 1Oak, em que Lohan, de 21 anos, também estava presente.

Tempos depois, Markova viu Lohan posando com esse casaco numa foto da revista OK!, segundo a versão apresentada por Merrill Cohen, advogado dela.

Markova reclamou com a gerência da boate e acabou recebendo o casaco de volta, mas com cheiro "de cigarro e bebida."

No processo, os advogados dizem que o comportamento de Lohan foi "intencional, opressivo e malicioso, realizado com total desrespeito" pelos direitos de Markova, que não especifica a indenização que pretende receber.

Os agentes de Lohan não foram localizados para comentar.

A moça ficou famosa por filmes como "Sexta-Feira Muito Louca," "Confissões de Uma Adolescente em Crise" e "Meninas Malvadas." Ultimamente, porém, tem andando em clínicas de reabilitação e na cadeia, condenada por porte de cocaína e por dirigir alcoolizada.

(Reportagem de Edith Honan)