Críticos de Los Angeles premiam drama com Daniel Day-Lewis

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007 11:25 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - "There Will Be Blood", um drama de época sobre a ascensão e queda de um aventureiro que pesquisa jazidas de petróleo, recebeu três troféus importantes, incluindo o de melhor filme do ano, da Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles no domingo.

O protagonista do filme, Daniel Day-Lewis, recebeu o prêmio de melhor ator, e Paul Thomas Anderson levou o de direção.

O troféu de melhor atriz foi entregue a Marion Cotillard pelo papel da cantora francesa Edith Piaf em "Piaf -- Um Hino ao Amor".

Vlad Ivanov ficou com o troféu de melhor ator coadjuvante pelo papel no drama romeno "4 Meses, 3 Semanas e 2 Dias", que também foi considerado o melhor filme em língua estrangeira.

O prêmio de melhor atriz coadjuvante foi entregue a Amy Ryan por suas atuações nos policiais "Medo da Verdade" e "Before the Devil Knows You're Dead".

"There Will Be Blood", cuja estréia em circuito limitado nos EUA se dará em 26 de dezembro, traz Day-Lewis como pesquisador petrolífero que faz fortuna na Califórnia na virada do século passado.

Paul Thomas Anderson, célebre pela saga pornô "Boogie Nights -- Prazer Sem Limites", baseou seu roteiro no romance dos anos 1920 "Oil!", de Upton Sinclair. "Blood" foi citado também pelo design de produção de Jack Fisk.

Os próximos anúncios a serem feitos na agenda de premiações são as escolhas do Círculo de Críticos de Cinema de Nova York, na segunda-feira, o Critics Choice Awards, na terça, e as indicações para o Globo de Ouro, na quinta-feira.

(Por Dean Goodman)

 
<p>Imagem de arquivo mostra o ator brit&acirc;nico Daniel Day-Lewis posando durante Festival Internacional de Cinema em Marrakesh. 'There Will Be Blood', um drama de &eacute;poca sobre a ascens&atilde;o e queda de um aventureiro que pesquisa jazidas de petr&oacute;leo, recebeu tr&ecirc;s trof&eacute;us importantes, incluindo o de melhor filme do ano, da Associa&ccedil;&atilde;o de Cr&iacute;ticos de Cinema de Los Angeles no domingo. Photo by Andrea Comas</p>