ENTREVISTA Robert Redford diz que YouTube não substitui cinema

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008 18:13 BRST
 

Por Nicola Leske

BARCELONA (Reuters) - O ator e cineasta Robert Redford elogiou sites populares de partilha de vídeos, como o YouTube, mas disse que o conteúdo de qualidade ainda vem de filmes propriamente ditos.

"Estou do lado do conteúdo", disse ele na quarta-feira no Congresso Mundial de Telefonia Celular, em Barcelona. "A tecnologia precisa dela, mas o que diferencia o joio do trigo é a qualidade."

"O YouTube e sites desse tipo favorecem a democratização, mas existe muita porcaria aí fora."

Redford e a associação da indústria de telecomunicações GSM lançaram em novembro de 2006 um projeto de produção de curtas-metragens para celulares.

Até agora, disse Redford, 71 anos, já foram produzidos cinco curtas.

O cineasta premiado com o Oscar, que fundou o Instituto Sundance de Cinema para incentivar o cinema independente, disse que assiste a filmes em seu celular e que arte e tecnologia não precisam se excluir.

"Quanto mais a arte se fundir com a tecnologia, mais ela vai impulsionar a tecnologia", disse Redford à Reuters.

Ele disse que, embora o entretenimento nos celulares possa ter um efeito isolador, está convencido de que as pessoas sempre vão precisar da interação social e vão procurá-la.   Continuação...