Documentário analisa indústria alimentícia dos EUA

terça-feira, 9 de setembro de 2008 17:19 BRT
 

Por Janet Guttsman

TORONTO (Reuters) - O documentarista Robert Kenner ainda come hambúrgueres, apesar do que aprendeu ao dirigir "Food, Inc.", filme franco e às vezes chocante que põe a nu a indústria alimentícia dos Estados Unidos.

Mas ele prefere pedir um hambúrguer de carne moída na hora, de um único pedaço de carne, em lugar de comprar no supermercado hambúrgueres prontos para fritar e oriundos de "uma centena de vacas".

"Food, Inc.", que fez sua estréia esta semana no Festival de Cinema de Toronto, examina o "agribusiness" através dos olhares de produtores, consumidores e legisladores, contrastando as imagens corporativas de fazendas limpas e organizadas com a realidade de fazendas de criação em escala industrial e gigantescas fábricas de processamento de carne.

As empresas, como Monsanto, Smithfield Foods e Tyson Foods, negaram-se a dar entrevista.

"Foi isso o que realmente nos surpreendeu. Elas não quiseram falar, não quiserem nos deixar ver de onde vem a comida. Queriam controle total", disse Kenner à Reuters em entrevista sobre o filme.

O documentário de 96 minutos mostra avícolas e fábricas de embalagem de carnes, incluindo imagens feitas em segredo de trabalhadores imigrantes jogando frangos em caixotes. Há imagens explícitas de animais indo para o abate e outras.

Outros tópicos incluem audiências no Congresso sobre segurança de alimentos, os subsídios ao milho que deixaram o agribusiness crescer tanto, e como a rede varejista Wal-Mart está vendendo produtos orgânicos.

"É fácil apoiar coisas como produtos orgânicos ou qualquer outra que o consumidor queira", diz o comprador chefe de laticínios do Wal-Mart, Tony Airosa. "Se o consumidor o quer, é realmente fácil fazer isso acontecer."   Continuação...