China convida "Homem Aranha" exilado a escalar montanha

quarta-feira, 14 de novembro de 2007 12:02 BRST
 

PEQUIM (Reuters) - A China convidou o "Homem Aranha" francês Alain Robert a escalar uma montanha, apesar de tê-lo proibido de ingressar no país por cinco anos depois de ele ter escalado um arranha-céu de Xangai sem autorização.

O praticante de escalada livre, que tem 45 anos e é célebre por ter escalado os edifícios mais altos do mundo, foi preso por pouco tempo e depois deportado, depois de ter escalado a Torre Jin Mao, de 88 andares, sem equipamentos, em maio, usando uma roupa de Homem Aranha.

De acordo com o jornal Shanghai Daily, Robert disse que foi convidado por um governo local, que num primeiro momento não sabia de sua deportação, a escalar a montanha Tianmen, de 1.518 metros de altitude, em Zhangjiajie, uma região de paisagem bela na província meridional de Hunan.

"Foram precisos dois meses para convencer sete departamentos diferentes do governo chinês das vantagens de autorizar sua reentrada no país para escalar a montanha", disse o jornal.

O governo local espera que a escalada, que será feita sem qualquer equipamento e será transmitida por toda a China, chame a atenção para a região e atraia turistas.

Se a escalada for realizada, será uma das poucas do alpinista francês a não terminar com ele sendo detido. Alain Robert diz que já foi preso e multado mais de 100 vezes por escalar edifícios em todo o mundo.

Em setembro ele foi detido pela polícia russa depois de escalar a Torre 2, de 242 metros de altura, da Torre Federação em Moscou, entre aplausos de operários da construção das proximidades.

 
<p>China convida 'Homem Aranha' exilado a escalar montanha. A China convidou o franc&ecirc;s Alain Robert a escalar uma montanha, apesar de t&ecirc;-lo proibido de ingressar no pa&iacute;s por cinco anos depois de ele ter escalado um arranha-c&eacute;u de Xangai sem autoriza&ccedil;&atilde;o. 31 de maio. Photo by Aly Song</p>