Diamante bruto de quase 500 quilates é vendido por US$ 10,4 mi

quinta-feira, 15 de novembro de 2007 11:12 BRST
 

LONDRES (Reuters) - Um dos maiores diamantes brutos já encontrados foi vendido por 10,4 milhões de dólares e deve ser transformado em uma pedra polida de mais de 100 quilates.

O imenso diamante bruto de 493 quilates, vindo do Lesoto e o 18o maior já achado, foi vendido para a Graff Jewellers, de Londres, em um negócio concluído em Antuérpia, na quarta-feira.

A mineradora Gem Diamonds disse que o diamante, retirado da mina de Letseng le Terai em setembro, custou a extraordinária cifra de 21 mil dólares por quilate. A média mundial é de 81 dólares por quilate de diamante.

O maior diamante bruto já encontrado é o Diamante Cullinan, achado na África do Sul em 1905. A pedra tinha 3.106,75 quilates.

Com essa pedra mais recente, a Letseng Diamonds, cuja propriedade é 70 por cento da Gem Diamonds e 30 por cento do governo do Lesoto, apresentou três dos 20 maiores diamantes do mundo, incluindo o Promessa do Lesoto, com 603 quilates.

Um diamante branco já lapidado, com 84,37 quilates, foi vendido em um leilão realizado em Genebra, na quarta-feira, por quase 18,2 milhões de francos suíços (16,21 milhões de dólares) para Georges Marciano, fundador da Guess Jeans, afirmou a Sotheby's.

Foi o segundo diamante mais caro do mundo a ser negociado, tendo sido superado apenas pelo Estrela da Estação, de 100,10 quilates, vendido em maio de 1995 por 16,5 milhões de dólares.

(Por David Brough)

 
<p>Modelo segura um dos maiores diamantes brutos j&aacute; encontrados, em foto sem data. Um dos maiores diamantes brutos j&aacute; encontrados foi vendido por 10,4 milh&otilde;es de d&oacute;lares e deve ser transformado em uma pedra polida de mais de 100 quilates. Photo by Reuters (Handout)</p>