Cigarros têm anúncio vetado em show de Alicia Keys em Jacarta

quinta-feira, 31 de julho de 2008 12:43 BRT
 

JACARTA (Reuters) - A unidade da Philip Morris International na Indonésia retirou materiais promocionais contendo marcas de cigarros de um concerto da cantora de R&B Alicia Keys que está patrocinando, depois de protestos de campanhas antitabaco. A cantora norte-americana, vencedora do Grammy, vai apresentar-se em Jacarta nesta quinta dentro de sua turnê mundial "As I Am", promovendo seu álbum homônimo.

Uma porta-voz da segunda maior fabricante de cigarros da Indonésia, PT Hanjaya Mandala Sampoerna Tbk, declarou que a empresa respeita os que discordam do patrocínio dela.

A Campanha por Crianças Sem Cigarros enviou cartas a Alicia Keys e ao chefe-executivo da Philip Morris, Louis Camilleri, pedindo que o patrocínio do concerto pela empresa fosse retirado.

"Aproximadamente 35 por cento da população fuma, e estimadas 200 mil mortes anuais na Indonésia são causadas por doenças ligadas ao fumo", disse a campanha na carta que enviou à cantora nova-iorquina, que pode ser lida no endereço www.tobaccofreekids.org/aliciakeys.

O grupo disse que é motivo de preocupação especial o fato de "estimados 78 por cento dos fumantes atuais no país terem começado antes dos 19 anos de idade".

A Indonésia é o quinto maior mercado mundial de tabaco. Os cigarros no país estão entre os mais baratos do mundo. Custam cerca de 1 dólar por maço.

A indústria do tabaco no país movimenta cerca de 8 bilhões de dólares e tem papel econômico importante. O imposto sobre os cigarros chegou a ser responsável por cerca de 10 por cento da receita do governo, e o setor emprega milhões de pessoas.

Por essas razões a Indonésia reluta em subscrever a Convenção Provisória de Controle do Tabaco (FCTC), que visa a reduzir o consumo de cigarros, e as proibições ao fumo em locais públicos raramente são aplicadas.