ENTREVISTA-Morgan Freeman faz ativismo social e volta à Broadway

sexta-feira, 28 de março de 2008 12:07 BRT
 

Por Emily Chasan

NOVA YORK (Reuters) - Conhecido por filmes como "Um Sonho de Liberdade" e "Menina de Ouro", Morgan Freeman pode não ser a primeira pessoa que vem à mente quando se fala em celebridades que são também ativistas sociais.

Mas o ator premiado com o Oscar fundou uma organização sem fins lucrativos para ajudar pessoas afetadas por desastres naturais. Ele também integra o conselho de direção da Earth Biofuels, uma empresa texana de energia renovável e biodiesel.

Freeman conversou com a Reuters sobre seu ativismo e seu retorno à Broadway, no próximo mês, para atuar em "The Country Girl".

PERGUNTA: O que o motiva a falar e atuar sobre questões de política social, ajudar pessoas afetadas por desastres naturais e promover a energia renovável?

RESPOSTA: Não sei até que ponto tenho falado sobre tudo isso, mas tento ser ativo. Falar é fácil, mas seria bom, mesmo assim, começarmos a falar sobre o que é necessário para nossa sobrevivência e sobre a crise energética, cujas soluções estão ficando cada vez menos caras.

P: Por que?

R: Eu viajo muito, e há lugares no mundo, incluindo os Estados Unidos, em que estamos envenenando o ar simplesmente com nosso progresso. O preço do progresso, neste momento, é nós nos envenenarmos.

É o seguinte: o progresso faz parte da condição humana. Vamos continuar a inovar, a crescer, a aprender. Mas se não frearmos a corrida para o lucro e começarmos a pensar na corrida para a salvação, vamos mergulhar em m.... profunda.   Continuação...

 
<p>O ator norte-americano, Morgan Freeman, em imagem de arquivo. Freeman &eacute; o fundador de uma organiza&ccedil;&atilde;o sem fins lucrativos para ajudar pessoas afetadas por desastres naturais. Photo by Anthony Harvey</p>