Arqueólogos avisam que teatros gregos antigos estão ruindo

quinta-feira, 10 de abril de 2008 17:17 BRT
 

Por Renee Maltezou

ATENAS (Reuters) - Arqueólogos disseram na quinta-feira que teatros ao ar livre na Grécia que datam da antiguidade estão ruindo devido ao descuido e necessitam de intervenção governamental rápida para serem salvos.

A Grécia, berço da dramaturgia clássica no século 5 a.C., tem dezenas de teatros que são uma parte crucial do patrimônio cultural clássico do país. Mas, enquanto cerca de 30 deles têm condições de abrigar eventos culturais, 76 necessitam urgentemente de reparos, disseram os arqueólogos.

"Os teatros da antiguidade precisam ser preservados constantemente. Alguns precisam ser restaurados. Sobretudo, porém, o que precisam é ser usados", disse à Reuters o professor de arqueologia clássica Petros Themelis.

Arqueólogos, arquitetos e dignitários do setor político e cultural grego se uniram para pressionar o governo a tomar medidas para preservar as estruturas.

"A situação de nossos monumentos é desanimadora", disse o ex-ministro socialista da Cultura Stavros Benos, um dos fundadores do grupo. "Nosso objetivo é exercer pressão construtiva sobre o governo neste assunto."

O célebre teatro de Epidauro, erguido no século 4 a.C. no nordeste da península do Peloponeso, atrai milhares de turistas todos os anos para assistir a peças gregas antigas de dramaturgos como Sófocles ou Eurípedes.

Famoso por sua acústica, é o mais usado dos teatros da antiguidade. Outros foram devastados pela passagem do tempo e as forças da natureza.

O teatro Dionísio, do século 6 a.C., situado na Acrópole de Atenas, serviu de modelo para o de Epidauro e era o lugar onde as peças gregas eram apresentadas originalmente na antiguidade. Mas se encontra deteriorado e sem condições de abrigar eventos culturais.   Continuação...