Diretor diz que sentiu receio ao criar sequência de "Batman"

terça-feira, 15 de julho de 2008 11:55 BRT
 

Por Iain Blair

LOS ANGELES (Reuters) - Quando o cineasta britânico Chis Nolan aceitou o desafio de dirigir "Batman -- O Cavaleiro das Trevas", a ansiosamente aguardada sequência de seu sucesso de bilheteria "Batman Begins", de 2005, ele sabia em que estava se metendo. Afinal, já fizera isso antes.

Mas ele admitiu que sentiu-se nervoso mesmo assim, porque sabia que "Cavaleiro das Trevas", que estréia nesta sexta-feira, precisaria levar o público para lugares onde não estivera em "Batman Begins", que arrecadou 372 milhões de dólares nas bilheterias mundiais.

Fazer um filme sobre Batman que agrade ao público é ainda mais difícil porque o ícone de histórias em quadrinhos já foi imortalizado várias vezes no cinema e na televisão, incluindo a série de filmes que começou em 1989 com "Batman" e se encerrou em 1997 com "Batman & Robin", mal recebido pela crítica e que praticamente matou a franquia até que Nolan surgiu com "Batman Begins".

"Existem poucas sequências boas", disse Nolan. "As duas que eu sempre tive em mente são 'Poderoso Chefão 2' e 'O Império Contra-ataca"', de 1980, sequência do primeiro filme "Star Wars".

Felizmente para o diretor e para o estúdio Warner Bros., ele parece ter acertado em cheio com "Cavaleiro das Trevas", que vem sendo elogiado em parte devido à atuação de Heath Ledger no papel do Coringa, o grande inimigo de Batman.

Em "Batman Begins", Christian Bale representou um homem dividido em relação a sua vida como o playboy milionário Bruce Wayne e que acaba se convertendo no super-herói Batman, que combate o crime.

Esse filme mostra Batman se firmando como presença extraordinária em sua cidade natal, Gotham City. Em "Cavaleiro das Trevas", Batman enfrenta a reação dos criminosos.

O anárquico Coringa intimida políticos, a polícia, o público e até mesmo a máfia quando cuidadosamente orquestra uma série de assassinatos, sequestros e explosões para semear o medo em Gotham. Apenas Batman parece ser capaz de interromper a onda de crimes.

Christian Bale está de volta como Batman, e Michael Caine novamente é o mordomo Alfred, mas Nolan modificou alguns outros papéis chaves. Katie Holmes, que foi a namorada de Batman em "Batman Begins", foi substituída por Maggie Gyllenhaal. Aaron Eckhart chega como o novo promotor da cidade.

O passo mais ousado foi a escolha de Heath Ledger, conhecido sobretudo por sua atuação indicada ao Oscar em "O Segredo de Brokeback Mountain", para fazer o maníaco e bombástico Coringa.

 
<p>Diretor diz que sentiu receio ao criar sequ&ecirc;ncia de 'Batman'.  Quando o cineasta brit&acirc;nico Chis Nolan aceitou o desafio de dirigir 'Batman -- O Cavaleiro das Trevas', a ansiosamente aguardada sequ&ecirc;ncia de seu sucesso de bilheteria 'Batman Begins', de 2005, ele sabia em que estava se metendo. Foto do Arquivo. Photo by Mario Anzuoni</p>