Morre Arthur C. Clarke, autor de "2001: Uma Odisséia no Espaço"

terça-feira, 18 de março de 2008 21:10 BRT
 

Por Simon Gardner

COLOMBO (Reuters) - O escritor Arthur C. Clarke, um pioneiro da ficção científica, famoso especialmente pelo livro "2001: Uma Odisséia no Espaço", morreu aos 90 anos no Sri Lanka.

"Ele teve um ataque cárdio-respiratório", disse seu secretário pessoal, Rohan de Silva. Segundo ele, os médicos atribuíram o ataque a uma seqüela da poliomielite, doença que há anos o mantinha numa cadeira de rodas.

Para celebrar sua "90a órbita do sol" em dezembro, o autor e teorista fez três desejos: Que os E.Ts me chamem, que o homem abandone seu hábito petroleiro e que o Sri Lanka encontre a paz.

Naquela festa, com a presença da presidente da ilha, Mahinda Rajapaksa, Clarke contou que sua mente continuava vagando pelo universo, apesar da paralisia, como se ainda fosse jovem.

Clarke nasceu na Inglaterra em 16 de dezembro de 1917 e trabalhou com radares na Força Aérea durante a Segunda Guerra Mundial. Foi um dos primeiros a sugerir o uso de satélites orbitais para as comunicações, e na década de 1940 previu que o homem chegaria à Lua antes de 2000, idéia a princípio desprezada por especialistas.

Quando Neil Armstrong pousou na Lua, em 1969, os Estados Unidos disseram que Clarke havia "fornecido o impulso intelectual essencial" que levou a humanidade até lá.

Clarke esteve pela primeira vez no Sri Lanka na década de 1950, para mergulhar no oceano Índico, e se apaixonou pelo lugar a ponto de ficar para sempre.

Escreveu mais de 80 livros, além de 500 artigos e contos. Em 2005, recebeu a mais importante condecoração cingalesa por sua contribuição científica e tecnológica e por seu compromisso com o Sri Lanka.   Continuação...

 
<p>Arthur C. Clarke em janeiro de 2007. Autor de '2001, uma odiss&eacute;ia no espa&ccedil;o', ele morreu aos 90 anos. Photo by Reuters</p>