Jeanne Moreau brilha em filme sobre lembranças do Holocausto

terça-feira, 12 de fevereiro de 2008 12:24 BRST
 

Por Kerstin Gehmlich

BERLIM (Reuters) - A atriz francesa Jeanne Moreau, 80 anos, diz que trabalhar em seu novo filme sobre a luta de uma família para falar do Holocausto trouxe de volta memórias de sua própria infância durante a ocupação nazista.

"Plus Tard Tu Comprendras" (Mais tarde você entenderá), do diretor israelense Amos Gitai, conta a história de Victor, um homem de meia idade que tenta convencer sua mãe (Moreau) a falar sobre sua infância e a morte de seus pais em Auschwitz.

"Foi muito intenso", disse a elegante Moreau a jornalistas no Festival de Cinema de Berlim. "Eu nasci em 1928. Vivi a ocupação."

"Na escola, eu tinha amigas que usavam a estrela amarela na roupa e que desapareceram. Isso fazia parte do cotidiano."

Sua personagem no filme, Rivka, tem dificuldade em colocar em palavras o horror do passado, apesar de seu filho pressioná-la para isso.

Uma cena inicial mostra Rivka em 1987, preparando uma refeição enquanto a televisão mostra o julgamento de Klaus Barbie, o "açougueiro de Lyon", considerado responsável pela tortura e morte de centenas de civis na era nazista, quando foi chefe da Gestapo em Lyon.

O filho de Rivka, Victor, acompanha o julgamento pelo rádio em seu trabalho.

Mas, quando mãe e filho se encontram para jantar no apartamento de Rivka, no mesmo dia, o assunto do julgamento vira tabu.   Continuação...

 
<p>Jeanne Moreau brilha em filme sobre lembran&ccedil;as do Holocausto. A atriz francesa Jeanne Moreau, 80 anos, diz que trabalhar em seu novo filme sobre a luta de uma fam&iacute;lia para falar do Holocausto trouxe de volta mem&oacute;rias de sua pr&oacute;pria inf&acirc;ncia durante a ocupa&ccedil;&atilde;o nazista. 11 de fevereiro. Photo by Tobias Schwarz</p>