Áustria devolverá mais obras de arte roubadas pelos nazistas

quarta-feira, 26 de março de 2008 18:11 BRT
 

Por Alexandra Zawadil

VIENA (Reuters) - A Áustria vai endurecer as exigências de restituição de obras de arte confiscadas durante o período nazista, disse o governo na quarta-feira, após críticas vindas da comunidade judaica.

A ministra da Cultura, Claudia Schmied, disse que a isenção concedida às fundações privadas -- que eximiu o Museu Leopold, de Viena, da obrigação de devolver obras -- será revista.

"Quero uma decisão clara em torno da questão da restituição envolvendo a Fundação Leopold", disse ela. "A discussão mantida nas últimas semanas não beneficiou a reputação da república, e especialmente não a da Fundação Leopold."

Schmied pediu que a fundação autorize uma auditoria abrangente sobre a origem de todo o acervo do museu.

Durante o governo nazista na Alemanha e países vizinhos, os bens pertencentes a judeus eram confiscados regularmente.

A discussão voltou à tona depois de o líder da comunidade judaica austríaca, Ariel Muzicant, ter declarado em entrevista concedida à TV em fevereiro que o Museu Leopold deveria ser fechado até as leis serem modificadas.

Uma das maiores atrações turísticas de Viena, o museu é classificado como fundação privada, apesar de ser financiado com dinheiro público.

Além disso, o governo vai pedir a devolução de obras confiscadas entre 1933, quando Hitler subiu ao poder na Alemanha, e 1945, ano da derrota da Alemanha nazista.   Continuação...