Apesar das críticas, "10.000 a.C." lidera bilheterias de cinema

segunda-feira, 10 de março de 2008 11:22 BRT
 

Por Dean Goodman

LOS ANGELES (Reuters) - "10.000 a.C.", um filme de ação pré-histórica ridicularizado pela crítica e que traz uma galeria de animais exóticos, pisoteou a concorrência nas bilheterias mundiais neste final de semana.

Segundo estimativas de estúdio divulgadas no domingo, o filme vendeu 61 milhões de dólares em ingressos em seu primeiro final de semana em cartaz.

A contribuição dos Estados Unidos e Canadá para esse total foi de 35,7 milhões de dólares, fazendo de "10.000 a.C." o vencedor também das bilheterias norte-americanas, muito à frente do segundo colocado, o também lançamento "College Road Trip" (14 milhões dólares).

"10.000 a.C.", que teria custado pouco mais de 100 milhões de dólares para ser feito, foi quase unanimemente desancado pela crítica. O USA Today o descreveu como "tédio bombástico", e o New York Times como "de uma burrice sublime".

O novato Steven Strait faz um caçador de mamutes que luta contra um bando de mercadores de escravos. A ação conta também com aves gigantescas e tigres dentes de sabre. A direção é do alemão Roland Emmerich, responsável por outros sucessos de bilheteria como "Independence Day" e "O Dia Depois de Amanhã".

A comédia da Disney "College Road Trip", também repudiado terminantemente pela crítica, traz Martin Lawrence no papel de pai superprotetor cuja filha, representada por Raven-Symone, é universitária caloura.

Os críticos aprovaram um outro lançamento da semana, mas o público não demonstrou entusiasmo igual. O suspense "The Bank Job" estreou na quinta posição do ranking, com modestos 5,7 milhões de dólares arrecadados de 1.603 cinemas nos EUA e Canadá.

Baseado na história real de um assalto ao banco Lloyds, em Londres, em 1971, o filme é estrelado por Jason Statham.   Continuação...