Apresentadores de TV voltam às gravações nos EUA mesmo com greve

terça-feira, 18 de dezembro de 2007 10:56 BRST
 

Por Steve Gorman

LOS ANGELES (Reuters) - Os apresentadores norte-americanos Jay Leno e Conan O'Brien anunciaram na segunda-feira que vão retomar no dia 2 de janeiro a gravação de seus programas, mesmo que para isso precisem furar os piquetes dos roteiristas em greve. Os programas de fim de noite saíram do ar há quase dois meses em apoio à paralisação.

Enquanto isso, a Associação dos Escritores da América abriu mais uma frente no pior conflito trabalhista em Hollywood nos últimos 20 anos.

O sindicato anunciou na segunda-feira que não permitirá que os produtores do Globo de Ouro contratem roteiristas para a cerimônia de entrega dos prêmios, em 13 de janeiro, e rejeitou que os organizadores do Oscar usem clipes de filmes e cerimônias anteriores na festa de 24 de fevereiro.

Os sindicalistas prometeram piquetes em várias premiações, o que coloca indicados e outras celebridades numa posição difícil: ou aparecem para receber o prêmio por seu trabalho árduo, ou ficam em casa em solidariedade aos roteiristas.

Leno e O'Brien mostraram que sua solidariedade tem limites, e que decidiram retomar seus programas pelo bem de vários colegas que estão desocupados devido à greve.

A NBC disse que seus programas "The Tonight Show with Jay Leno" e "Late Night with Conan O'Brien" voltarão a ser gravados mesmo sem roteiristas.

Esses programas começaram a ser reprisados assim que a greve começou, em 5 de novembro. Leno e O'Brien resistiam à pressão da emissora para retomar as gravações, já que as reprises estavam derrubando a audiência.

Os roteiristas reivindicam, entre outras coisas, maior participação nos lucros gerados pela distribuição da obra pela Internet. As negociações fracassaram e foram abandonadas no começo deste mês.   Continuação...