Lonely Planet desmente ex-autor que teria falsificado guias

sexta-feira, 18 de abril de 2008 12:11 BRT
 

MELBOURNE (Reuters) - A editora de guias de viagem Lonely Planet anunciou que está revendo o trabalho de um autor que trabalhou para ela e que afirmou ter inventado partes de seus livros, mas acrescentou que algumas das declarações dadas por ele são incorretas.

O autor Thomas Kohnstamm foi citado em jornais australianos como tendo dito que inventou grandes trechos de seus livros e que, em um caso, nem sequer visitou o país sobre o qual escreveu, porque o pagamento que recebeu foi insuficiente.

Mas a Lonely Planet, em réplica publicada em seu Web site, disse que Kohnstamm não foi contratado para escrever resenhas para seu guia da Colômbia e que não estava previsto que viajasse a esse país.

"A contribuição dele foi para o capítulo introdutório, sobre a história, cultura, comida, bebida e meio ambiente do país", disse a Lonely Planet.

A editora disse que as resenhas do guia não foram escritas por Kohnstamm, mas por dois outros autores que estiveram no país.

Ela disse também que ainda há três títulos nas livrarias que contêm materiais escritos por Kohnstamm e que autores nesses países estão fazendo uma revisão completa dos textos dele.

Kohnstamm vive em Seattle e escreveu um livro de memórias, "Do Travel Writers Go To Hell?" (Escritores sobre viagens vão para o inferno?).